ESPECIAIS

Com Reinaldo Gottino e mais diretores, CNN Brasil segue investindo em seu alto escalão

reinaldo gottino - cnn brasil - diretores
O apresentador Reinaldo Gottino. Ele marcará presença na programação diária da CNN Brasil. (Imagem: divulgação)

Nas últimas semanas, projeto jornalístico tirou apresentador da Record TV e anunciou executivos para os escritórios de Brasília e do Rio de Janeiro

Projeto jornalístico que deve marcar presença em pacotes de TV por assinatura e no ambiente virtual ao decorrer dos próximos meses, a CNN Brasil não para de se movimentar nos bastidores. Somente em setembro, a empresa anunciou a contratação de mais dois diretores e desfalcou a equipe de apresentadores da Record TV. Isso porque se acertou com Reinaldo Gottino, então titular do ‘Balanço Geral – SP’. Contratações que fazem a marca ir reforçando o seu alto escalação à frente — e atrás — das câmeras.

Com Reinaldo Gottino, a CNN Brasil vai estruturando a programação diária para o prime time da televisão do país. O ex-apresentador da Record TV comandará um programa diário com notícias e análises, sobretudo em aspectos ligados à política nacional, fatos internacionais e à economia. A atração irá ao ar entre o fim da tarde e o começo da noite. Na futura emissora hard news, a programação seguirá com Monalisa Perrone e William Waack. A dupla ex-Globo já havia sido anunciada como reforço do time de apresentadores do canal, que já conta com nomes como Luciana Barreto, Evaristo Costa, Mari Palma e Phelipe Siani.

Engana-se, porém, quem imagina que pautas de política e economia serão novidades na carreira do reforço da CNN Brasil. Criado na Vila Bela, bairro da zona leste da capital paulista, Reinaldo Gottino cursou jornalismo na Universidade São Judas e iniciou sua trajetória no meio como integrante do Sistema Globo de Rádio. Na CBN, se aproximou do chamado hard news e chegou a trabalhar ao lado do ‘Mestre do Jornalismo‘ Heródoto Barbeiro. Na televisão, antes de ir para a Record, atuou como repórter esportivo da TV Gazeta.

reinaldo gottino - cnn brasil - record tv - diretores
Despedida. Jornalista decidiu trocar a Record TV pelo projeto hard news. (Imagem: reprodução/Instagram

Reinaldo Gottino

Ao oficializar a contratação de Reinaldo Gottino, a equipe de comunicação da CNN Brasil destacou que o jornalista passará por “reposicionamento de carreira”. Em vez de conduzir uma atração recheada de reportagens voltadas à área de segurança pública, irá discutir questões sobre os bastidores do poder. No lugar de participar de quadro sobre o mundo das celebridades (e que o tornava líder de audiência em São Paulo), conduzirá conversas com especialistas sobre o mercado financeiro e discussões sobre políticas econômicas.

Sócio-fundador e diretor-presidente (CEO) da CNN Brasil, Douglas Tavolaro destaca que o novo contratado detém as principais qualidades buscadas pela futura emissora de notícias. “Gottino foi contratado porque une o reconhecimento de milhões de telespectadores brasileiros ao estilo de apresentação ao vivo da marca da CNN, que consagrou a expressão breaking news, em todo o mundo”, comenta o executivo. O apresentador se junta ao projeto depois de ter participado de cobertura de casos como o impeachment de Dilma Rousseff e mediações de debates ao decorrer da corrida eleitoral do ano passado.

Diretores de redação

Os investimentos em pessoal da CNN Brasil têm ido além dos apresentadores. Há duas semanas, o projeto anunciou quem serão os diretores de redação de seus escritórios no Distrito Federal e no Rio de Janeiro. Ainda com endereços ainda não divulgados e com datas para abrirem portas mantidas em segredo, as duas bases se juntarão à sede da emissora em São Paulo. Em junho, a empresa se instalou em prédio localizado em plena Avenida Paulista. Espelhada, a fachada é visível para quem passa pelas proximidades da estação Trianon Masp do metrô.

André Ramos - CNN Brasil - diretores - Reinaldo Gottino
Mais diretores. André Ramos comandará a emissora em Brasília. (Imagem: divulgação/Spokesman)

Em Brasília, a estrutura da CNN Brasil será comandada por André Ramos. Entre outros pontos, ele terá a responsabilidade de organizar a cobertura política do canal. Para assumir o desafio, o profissional teve de se mudar (literalmente). Deixou para trás a Record TV, onde assinava como diretor de jornalismo da praça Rio de Janeiro. Mudança, aliás, é com ele. Antes do RJ, ocupou cargos de gestão na EPTV (emissora afiliada à TV Globo em parte do interior paulista e no sul de Minas Gerais), no SBT e na Rede TV, ambos veículos sediados em Osasco, cidade da Região Metropolitana de São Paulo. Já na Record, chegou a trabalhar em Goiânia.

Leia mais:

Enquanto uns deixam o Rio de Janeiro, outros assumem a responsabilidade de trabalhar na “Cidade Maravilhosa”. Com 17 anos dedicados ao jornalismo, Givanildo Menezes será o diretor do escritório da CNN Brasil no Rio de Janeiro. Atual diretor-adjunto de jornalismo do projeto, ele já tem ligação com a capital fluminense. Graduado em jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), cursou MBA em mídias digitais no Rio de Janeiro. No que diz respeito à redação, liderou por quatro anos o departamento de jornalismo da Record Rio, coordenando, entre outros eventos, a visita do Papa a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável.

Próximos passos da CNN Brasil

Conforme ocorreu com Reinaldo Gottino, Douglas Tavolaro registrou elogios públicos aos dois diretores. “O André Ramos e o Givanildo Menezes são dois profissionais com os perfis de liderança que a CNN Brasil busca. Possuem vasto conhecimento, têm experiência em grandes coberturas jornalísticas, dinâmicos e com extremo profissionalismo”, destaca o CEO, que deixou a vice-presidência de jornalismo da Record TV no começo do ano para ajudar a criar a CNN Brasil. O executivo sinalizou, ainda, que profissionais serão contratados para os escritórios. “Eles serão os diretores responsáveis em duas praças importantes do Brasil e o nosso time segue sendo formado para a estreia”.

Givanildo Menezes - diretores - CNN Brasil - Reinaldo Gottino
Givanildo Menzes. Comunicador será o diretor-geral do projeto no Rio de Janeiro. (Imagem: divulgação/Spokesman)