OPINIÃO

Dia do Jornalista e um balanço sobre o papel atual da mídia

CIDH - relatório - segurança de jornalistas - dia do jornalista
(Imagem: Canva.com)

Presidente da Federação Nacional das Empresas de Rádio e Televisão (Fenaert), Guliver eão fala sobre a importância do Dia do Jornalista. Confira artigo exclusivo dele para o Portal Comunique-se

Neste ano, o 7 de abril, Dia do Jornalista, tem um tom diferente. Os últimos meses têm sido de muitas mudanças, mas também de apostar na credibilidade da mídia e no potencial de nossos profissionais. Mudamos a forma de trabalho – devido à crise de coronavírus – com coletivas de imprensa virtuais, com jornalistas atuando de suas casas, com distanciamento físico e muito mais. Tudo para atender a demanda de manter as informações públicas, acessíveis e, muito importante, responsáveis.

Leia mais:

E o comunicador brasileiro é…
Projeto financia reportagens sobre saúde mental
Adalberto Piotto estreia programa de entrevistas

E responsabilidade parece ser a palavra principal desta data. Somos responsáveis por trazer diariamente, a cada instante, dados completos e fundamentais para a sociedade neste momento crítico que estamos vivenciando. Responsáveis por garantir que todas as informações sejam relevantes, factuais, confirmadas e reconfirmadas. São tarefas que os jornalistas executam com a voz, com a imagem. E, sobretudo, com a comunicação como um todo.

Além de tudo isso, lidamos com o grave problema das fake news. Afinal, elas se proliferam de forma preocupante. Batalhamos para garantir que cada detalhe seja conferido. Recentemente, as redes sociais se voltaram a combater notícias falsas e, como um mutirão, jornalistas denunciam conteúdos enganosos, pelo bem da população. Outras ferramentas se mostram aliadas e ampliam a atuação certeira do jornalismo.

“[Somos] responsáveis por garantir que todas as informações sejam relevantes, factuais, confirmadas e reconfirmadas”. Guliver Leão sobre o trabalho dos jornalistas

Mas, a data também é de agradecer o corajoso trabalho daqueles que se colocam na linha de frente todos os dias. Que sofrem agressões físicas e verbais no exercício da profissão. E também denunciam publicamente os ataques que comprometem a liberdade de imprensa e de expressão. No último ano, os números de agressões cresceram muito. Um fator extremamente preocupante. E, mesmo assim, nossos profissionais estão firmes na divulgação de notícias de interesse público. Que estes dados, vergonhosos, sejam diferentes no próximo 7 de abril, mas que jamais esqueçamos daqueles que estão atuando incessantemente pelo bom uso da informação. Um feliz Dia do Jornalista para quem faz acontecer.

**** ***** ***** ***** *****

Por Guliver Leão. Presidente da Federação Nacional das Empresas de Rádio e Televisão (Fenaert).

SOBRE O AUTOR

Leitor-Articulista

Espaço aberto para a veiculação de artigos produzidos pelos usuários do Portal Comunique-se. Para ter seu conteúdo avaliado pela redação, com possibilidade de ser publicado na seção 'Opinião', envie e-mail para jornalismo@comunique-se.com.br, com “Leitor-articulista” no assunto.

COMENTAR

COMENTAR

 Impactos da Covid-19 na comunicação corporativa

Webinar

Dia 02 de junho, às 11:00