CARREIRA

Projeto financia reportagens sobre saúde mental

reportagens sobre saúde mental - bolsas
(Imagem: reprodução)

Para candidatar-se, é preciso residir em um país da América Latina e ter ao menos três anos de experiência profissional. Programa sobre reportagens sobre saúde mental receberá inscrições até o fim de junho

O Centro Carter de Atlanta e a Universidad de La Sabana, da Colômbia, em parceria com a Fundação Gabo, abriram chamada para jornalistas latino-americanos interessados em realizar reportagens investigativas sobre saúde mental nos países da região. As inscrições estão abertas até 30 de junho.

Leia mais:

Adalberto Piotto estreia programa de entrevistas
Gabriela Prioli ganha vez no horário nobre da TV
Record News registra crescimento histórico no YouTube

Dois profissionais serão selecionados e receberão 7 mil dólares cada para investigar o tema proposto durante um ano, de setembro de 2020 a setembro de 2021. Também participarão de um treinamento no Centro Carter de Atlanta, nos Estados Unidos, no início e final da bolsa — com todas as despesas da viagem cobertas. É possível inscrever duplas — neste caso, a remuneração será dividida meio a meio.

Para candidatar-se, é preciso residir em um país da América Latina e ter ao menos três anos de experiência profissional. O jornalista deve ser fluente em inglês e contar com o apoio de um veículo de comunicação que, posteriormente, publicará o material produzido sobre saúde mental, caso seja selecionado.

No ato da inscrição, deverão ser enviados os seguintes documentos:

  1. Currículo contendo trajetória acadêmica e profissional (no caso de duplas, o currículo dos dois candidatos deve ser enviado no mesmo documento de WORD ou PDF);
  2. Texto explicando o projeto proposto, o formato do trabalho (impresso, revista, rádio, televisão ou internet), as razões profissionais para se candidatar à bolsa e como a experiência beneficiaria sua trajetória. O material deve conter no máximo 1.000 palavras e estar formatado em Times New Roman, tamanho 12;
  3. Três exemplos de trabalhos anteriores, que não precisam estar relacionados necessariamente à saúde. Ao menos um dos materiais enviados deve estar no mesmo formato que foi proposto para a pauta no item 2;
  4. Carta do veículo em que publicará o material, caso seja selecionado. O projeto deverá respaldar a inscrição e comprometer-se a publicar (ou transmitir) o conteúdo produzido ao longo da bolsa. (No caso de duplas, deverão ser enviadas duas cartas, cada uma delas apoiando a inscrição de um dos profissionais. Elas devem estar no mesmo documento).

As inscrições são online. Dúvidas podem ser enviadas para o e-mail dbuelvas@fundaciongabo.org. Outras informações estão disponíveis no site da Fundação Gabo.

Sobre a bolsa

A bolsa Rosalynn Carter para Jornalismo de Saúde Mental foi criada em 1996 e tem o objetivo de colaborar para a cobertura responsável e rigorosa sobre saúde mental, e com isso diminuir as informações incorretas e estigmatizantes ao redor do assunto. Ex-bolsistas do programa já produziram mais de 1.400 materiais jornalísticos sobre o tema durante e depois do programa.

Serviço

O quê?
Bolsa Rosalynn Carter para Jornalismo de Saúde Mental 2020-2021.

Como participar?
Inscrições disponíveis até 30 de junho – por meio de formulário online.

SOBRE O AUTOR

Abraji

Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. Criada em 2002 por um grupo de jornalistas brasileiros interessados em trocar experiências, informações e dicas sobre reportagem, principalmente sobre reportagens investigativas. É mantida pelos próprios jornalistas e não tem fins lucrativos.

COMENTAR

COMENTAR

 Impactos da Covid-19 na comunicação corporativa

Webinar

Dia 02 de junho, às 11:00