ESPECIAIS

GloboNews abre sinal na internet e escala novos comentaristas

globonews tem sinal aberto na internet
(Imagem: reprodução/G1)

Sinal da emissora mantida pelo Grupo Globo ficará aberto por duas semanas por meio do G1

Direção da GloboNews, que alega a questão do coronavírus para tal decisão, também apresenta novidades no ‘Estúdio I’

A “expansão da pandemia” do coronavírus fez a GloboNews tomar uma decisão em relação à sua distribuição. Desde domingo, 15, a emissora está com o sinal aberto na internet. E assim permanecerá por duas semanas. Dessa forma, quem acessa o site da emissora que “nunca desliga” no G1 pode acompanhar ao vivo o que está sendo pauta na televisão. Além de informações sobre a Covid-19, o público pode notar mudanças no programa ‘Estúdio I’.

Leia mais:

A abertura do sinal da GloboNews coincide com a estreia da CNN Brasil. A chegada da concorrente, que também tem disponibilizado sua programação ao vivo na internet, é, contudo, ignorada pela direção do canal mantido pelo Grupo Globo. Em comunicado divulgado em sua sala de imprensa virtual, a emissora reforça que a estratégia passa pela necessidade de informar o maior número de pessoas sobre o coronavírus. “Informação é fundamental”, diz o veículo.

Mesmo sem mencionar a CNN Brasil, o veículo de comunicação do Grupo Globo faz questão de ressaltar o tempo de programação ao vivo e o número de colaboradores envolvidos com o projeto. Algo que não tem relação direta com a abertura do sinal devido à pandemia do coronavírus. “Com mais de 17 horas ao vivo diariamente e 2.500 profissionais ligados à atividade jornalística, a GloboNews chega a todos os cantos do Brasil e do mundo rapidamente, para trazer qualquer notícia de interesse público, sempre com a análise dos comentaristas”.

coronavírus - fernando frazão - agência brasil
Alunos aprendem a prevenção ao novo coronavírus (Covid-19) na Escola Municipal Pedro Ernesto, através de cartazes, trabalhos escolares, e medidas de higiene e convívio pessoal. (Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil)

Coronavírus X estreia da CNN Brasil

Também sem menção à CNN Brasil, o coronavírus serviu para a GloboNews confrontar a estreia da concorrente. Na noite de domingo, 15, a emissora do Grupo Globo derrubou sua programação normal para exibir — ao vivo — especial sobre o vírus que tem provocado o fechamento de fronteiras mundo afora. Segundo observado pelo jornalista Daniel Castro, do site Notícias da TV, o canal que “nunca desligou” chegou a ficar mais de quatro horas sem exibir um único intervalo comercial.

A estratégia, de acordo com o mesmo Notícias da TV, deu certo. A GloboNews permaneceu na liderança do Ibope da TV por assinatura ao longo da noite de domingo. Fechou a faixa com média de 1,1 ponto — levando-se em consideração os dados prévios de audiência. Estreante, a CNN Brasil surgiu na segunda colocação. A nova emissora de notícias ficou, na média do período analisado, apenas três décimos atrás da concorrente. Registrou 0,8. Surgiu, assim, à frente de Record News e BandNews TV, com 0,1 cada uma.

Diferentemente da GloboNews, CNN Brasil tem canal próprio no YouTube

Novos quadros e mais comentaristas no ‘Estúdio I’

O sinal aberto na internet em prol do noticiário sobre o coronavírus não é a única novidade da GloboNews. Programa apresentado por Maria Beltrão, o ‘Estúdio I’ começou esta semana com reforços. A partir de agora, a atração terá quatro novos comentaristas: Cesar Tralli, Julia Duailibi, Natuza Nery e Monica Waldvogel. Todos eles baseados nos estúdios do veículo em São Paulo. E terão dias específicos de participação. Tralli será o convidado fixo das segundas. Natuza aparecerá nas quartas, enquanto que Julia (terça e quinta ) e Monica (quinta e sexta) terão dois dias.

Fora os novos comentaristas, que já eram funcionários do Grupo Globo, o ‘Estúdio I’ investe em mais dois quadros. Ambos em parceria com o G1. Como já ocorre na televisão aberta, o ‘G1 em 1 Minuto’ será marcado pela interação dos repórteres do portal com Maria Beltrão. O boletim dará vez a pautas curiosas e exclusivas, além de apostas e dicas culturais. De sexta-feira, a atração exibirá o ‘Fato ou Fake’. Na versão televisiva do projeto, a repórter Clara Velasco vai confirmar (ou desmentir) as notícias (ou boatos) que repercutiram nas redes sociais e aplicativos de mensagens ao longo da semana.

As novidades pensadas para o ‘Estúdio I’ alegram a apresentadora. “Estou muito feliz com essa integração ainda maior com o G1”, ressalta Maria Beltrão. Ela valoriza, ainda, os novos colaboradores do programa. “[Também estou muito feliz] com a chegada desses quatro brilhantes jornalistas, dando mais espaço para a cobertura das notícias de São Paulo”, elogia a comunicadora baseada no Rio de Janeiro. “São profissionais com vasta experiência e muitas fontes. Ou seja, vão trazer diversas notícias de bastidores”, complementa a jornalista que vê o seu trabalho fazer parte do combo de novidades da GloboNews.

maria beltrão - estúdio i
Programa de Maria Beltrão se renova na tela da GloboNews. (Imagem: reprodução)

SOBRE O AUTOR

avatar

Anderson Scardoelli

Orelhudo, observador e contador de histórias. Não necessariamente nessa ordem. De sua querida Estância Turística de Sapopemba, na zona leste de São Paulo, para o mundo. Graduado em jornalismo pela Uninove e com especialização em jornalismo digital pela ESPM, mas gosta mesmo de dizer que foi formado pelo Comunique-se. Trabalha na empresa há mais de 10 anos, indo de estagiário de pesquisa a editor sênior. No meio do caminho, foi estagiário de redação, trainee, subeditor, editor júnior e editor pleno. Gosta de escrever e de falar sobre (adivinhem?) jornalismo!

COMENTAR

COMENTAR