Portal Comunique-se

Jornal Agora chega ao fim

jornal agora são paulo - fim - grupo folha
(Imagem: Divulgação/Grupo Folha)

Mantida pelo Grupo Folha, publicação vinha sofrendo com debandada de assinantes e enxugamento da redação

Compartilhe

Mais um título da mídia impressa será encerrado no Brasil. Em comunicado divulgado nesta quarta-feira, 24, o Grupo Folha decretou o fim do popular Agora São Paulo. A história do jornal chegará ao fim em definitivo na próxima segunda-feira, 29 de novembro.

Leia mais:

Responsável por revelar ao grande público a decisão tomada pela direção do Grupo Folha, a colunista Joana Cunha, do ‘Painel S.A’, avisou que a extinção do jornal se dará em razões de “critérios econômicos baseados em dados de circulação e publicidade”. Além disso, ela informou que os assinantes do Agora poderão receber a versão impressa da Folha de S. Paulo.

Ao confirmar o fim do jornal popular, a coluna ‘Painel S.A’ não fala em passaralho — jargão jornalístico pelo qual o ato de demitir em massa é conhecido. Menciona-se apenas que os profissionais atualmente dedicados ao diário terão a opção de “se transferirem para a redação da Folha”.

Ida para a redação da Folha?

Para jornalistas que ajudam a tocar o dia a dia do Agora São Paulo, um problema pode surgir na informação de “ir” para a redação da Folha. É que, de acordo com o próprio Grupo Folha, as equipes dos dois jornais já trabalham de forma unificada desde abril de 2018 — ocasião em que, aliás, cerca de 10 profissionais foram demitidos, conforme informou o Portal Comunique-se.

Agora São Paulo: equipe enxuta há mais de 2 anos

Para o mercado, o fim da versão impressa do Agora São Paulo é encarado como consequência do enxugamento da equipe e da perda de assinantes. A partir de dados do Instituto Verificador de Circulação (IVC), o portal Poder 360 afirma que em menos de dois anos o título perdeu quase 20 mil assinantes. Em dezembro de 2019, a base era superior a 51 mil. Em outubro de 2021, porém, o número havia caído para 32,5 mil.

A perda de assinantes ocorreu durante a gestão de Sérgio Dávila como diretor de redação da Folha de S. Paulo. Ele assumiu o cargo em maio de 2019 e, na mesma semana, o jornal anunciou as demissões de 18 jornalistas. Na ocasião, o executivo garantiu que a empresa de comunicação estava “financeiramente saudável”.

Com o Grupo Folha estando ou não financeiramente saudável, o fato é que a marca Agora São Paulo, criada em março de 1999 como sucessora da Folha da Tarde, deixará as bancas a partir da próxima semana.

Compartilhe
0
0

Anderson Scardoelli

Jornalista, 32 anos. Natural de São Caetano do Sul (SP) e criado em Sapopemba, distrito da zona lesta da capital paulista. Formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e com especialização em jornalismo digital pela ESPM. Trabalhou de forma ininterrupta no Grupo Comunique-se durante 11 anos, período em que foi de estagiário de pesquisa a editor sênior. Em maio de 2020, deixou a empresa para ser repórter do site da Revista Oeste. Após dez meses fora, voltou ao Comunique-se como editor-chefe, cargo que ocupa atualmente.

Megalive do Prêmio Comunique-se 2021

Prêmio Comunique-se

Patrocinadores Ouro

Patrocinadores Ouro



Patrocinadores Prata

Patrocinadores Prata



Patrocinadores Bronze

Patrocinadores Prata