COMUNICAÇÃO

Jornalista troca “paulistices” pela Europa

edison veiga - paulistices - europa - mapa - capa
Europa será a mais nova casa do jornalista paulista Edison Veiga (Imagem: reprodução/Vexels)

Dono da coluna ‘Paulistices’, Edison Veiga não faz parte do Estadão. Ao lado da família, ele se prepara para um ano sabático, tendo a Europa como base

Depois de quase dez anos, o período de Edison Veiga no Estadão chegou ao fim. Dono de refinado texto, com inúmeras reportagens de fôlego no currículo, o jornalista passou os últimos tempos se dedicando a desbravar curiosidades, histórias, culturas e a gastronomia de São Paulo. Fez a cobertura das ‘paulistices’ em modo multimídia, com presença no impresso, online e participações radiofônicas.

Em contato com a reportagem do Comunique-se, Edison Veiga ressalta que a quase uma década de trabalho para o Grupo Estado se encerra com “saldo positivo”. O dono das ‘Paulistices’ faz questão de ressaltar que “foram centenas de matérias” publicadas no jornal. Além disso, produziu 576 boletins para a finada Rádio Estadão. Assinou 380 colunas, que antes de serem publicadas no ‘Divirta-se’ eram veiculadas ao ‘Metrópole’. No blog que leva o seu nome, fora cerca de 3,5 mil posts.

Aos 33 anos de idade, o jornalista natural de Taquarituba, cidade no interior de São Paulo com pouco mais de 20 mil habitantes, deixa o Estadão para se dedicar a “novos projetos”. Formado em jornalismo pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e com pós pela Universidade de Navarra (Espanha), Edison Veiga começou na imprensa paulistana em 2006 na Editora Abril. Por lá, antes de ser contratado pelo Grupo Estado, trabalhou por três anos para a Vejinha.

Começo da carreira

A relação com a comunicação social, porém, começou antes da soma do período de colaboração para a Abril e para o Estadão. Em 1998, começou a publicar crônicas e reportagens em títulos do interior paulista. Passou por O Momento, Sudoeste Paulista, O Avaré, Taquari e Taquari News, segundo informa o Portal dos Jornalistas. Agora, com os 20 anos de carreira, o jornalista se prepara para ficar um tempo ausente das redações e do estado de São Paulo. No próximo mês, embarcará com a família para a Europa.

edison veiga - paulistices - europa - perfil
O jornalista Edison Veiga, que deixa o Estadão depois de quase 10 anos de trabalho (Imagem: arquivo pessoal)

Das paulistices para o mundo

Junto da mulher, a designer Mariana, e do filho, Francisco, Edison Veiga planeja tirar um ano sabático. O período servirá para tirar do papel projetos que está “maturando desde alguns anos atrás”. O profissional se organiza para ficar fora do dia a dia das redações brasileiras, mas não quer se distanciar do jornalismo. Nesse sentido, ressalta que espera ter muito trabalho. E informa: está disponível para freelas, com contato pelo e-mail edison.veiga@gmail.com.

Edison Veiga e família ficarão baseados na Europa. Contudo, a saída de São Paulo vai ajudar para reforçar um projeto de viagens pelo mundo. O jornalista quer alimentar o “The_Veigas”, que conta com páginas no Facebook e no Instagram, mostrando os passeios pelos mais diversos locais do planeta. Ele declara ser um entusiasta – e incentivador – de viagens internacionais com crianças pequenas.

edison veiga - paulistices - europa - the_veigas
Edison, Chico e Mariana, o time do “The_Veigas” (Imagem: Divulgação)

Sobre o “The_Vejgas”, o comunicador aproveita a experiência adquirida no quesito viagens internacionais com crianças. Com isso, o seu filho já teve acesso a diversas culturas. “Com 4 anos, Chico, nosso filho, já conhece 16 países. Já acampou com nômades na Mongólia, conheceu o ‘verdadeiro’ Papai Noel na Lapônia [região na Escandinávia]. Também cruzamos, de carro, 3,7 mil quilômetros pela África e fizemos a famosa rota Transiberiana”. É o que conta o profissional que se desligou do Grupo Estado na última semana.

Getting ready for the safari Se preparando para o safári#the_veigas #safari #outjo #namibia #africa #roadtrip #travelingwithkids #etosha #map

Publicado por The_Veigas em Sexta, 27 de outubro de 2017

Jornalista, viajante e escritor

Longe das redações e com empenho alavancar o projeto de viajante, Edison Veiga tem mais novidades. Ele anuncia, por fim, que aproveitará a temporada fora do Brasil para se dedicar ao seu mais novo livro. Trabalho “que deve ser sobre uma figura italiana do catolicismo”, conforme adianta por ora. No mercado editorial, ele já é autor de sete obras. Entre as publicações estão Padre Marcelo, Superação da Fé (Panda Books) – a primeira biografia sobre o famoso religioso brasileiro – e O Theatro Municipal de São Paulo – Histórias surpreendentes e casos insólitos (Editora Senac), livro-reportagem que assina ao lado do também jornalista Vitor Hugo Brandalise.

Ou seja, mesmo fora do Brasil, Edison Veiga seguirá dedicado às três funções que têm marcado sua trajetória pessoal e profissional: jornalista, viajante e escritor.

SOBRE O AUTOR

Anderson Scardoelli

Anderson Scardoelli

Jornalista, 28 anos. Formado pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e pós-graduado em jornalismo digital pela ESPM. Há nove anos no Grupo Comunique-se, onde idealizou os projetos 'Correspondente Universitário' e 'Leitor-Articulista'. Na empresa, já atuou como freelancer (inserção de conteúdo), estagiário de pesquisa, estagiário de redação, trainee de redação, subeditor e editor-júnior. É, desde maio de 2016, o editor responsável pelo Portal Comunique-se e pelo conteúdo do Prêmio Comunique-se.

1 COMENTÁRIO

COMENTAR