COMUNICAÇÃO

Projeto proíbe investimentos públicos no rádio e na TV

rádio - tv - dinheiro
(Imagem: Canva.com)

Deputado Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP) defende que o poder público não deve investir em emissoras de rádio e TV. Projeto de Lei será analisado em comissões da Câmara

O Projeto de Lei 6301/19 proíbe que emissoras de rádio e TV recebam recursos públicos ou obtenham crédito de bancos estatais. A proposta acrescenta a proibição ao Código Brasileiro de Telecomunicações.

Leia mais:

O autor do projeto é o deputado Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP). O parlamentar afirma que o objetivo é promover a transparência e a isenção nas relações das emissoras de rádio e TV com o poder público. Para ele, a ideia é investir esse dinheiro em serviços públicos essenciais para o país, em vez de direcioná-lo para tais empresas.

Luiz Philippe de Orleans e Bragança - rádio - tv
Luiz Philippe: objetivo é promover a transparência e isenção nas relações entre poder público e emissoras de rádio e TV. (Imagem: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados)

“Nos últimos 20 anos, o desvio do interesse público se mostrou mais evidente. É preciso impedir comportamento patrimonialista por meio da utilização de dinheiro público como se patrimônio privado fosse, prática que se tornou comum com objetivo de assegurar poder”, afirma o parlamentar. “No período entre janeiro de 2011 e agosto de 2016, o governo federal gastou R$ 109,5 milhões na veiculação de publicidade em uma única emissora de TV da grande mídia”, exemplifica Luiz Philippe de Orleans e Bragança.

Tramitação

O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

***** ***** ***** ***** *****

Reportagem: Noéli Nobre
Edição: Ana Chalub