Portal Comunique-se

Rachel Sheherazade pede R$ 20 milhões em processo contra o SBT

clipping-curadoria-2

Jornalista trabalhou na emissora como PJ de 2011 a 2020; agora recorre à Justiça ao pedir direitos trabalhistas

A separação profissional entre Rachel Sheherazade e SBT avançou para o litigioso. Meses após deixar a emissora de Silvio Santos em definitivo, em setembro do ano passado, a jornalista acionou a Justiça. Em processo contra o canal de televisão, ela pede cerca de R$ 20 milhões a título de indenização por questões de ordem trabalhista, censura e assédio moral.

Leia mais:

Então âncora da TV Tambaú, afiliada do SBT em João Pessoa (PB), Rachel foi contratada no começo de 2011 pela cabeça de rede, em São Paulo, após comentário com críticas ao carnaval viralizar nas redes sociais. Assim, durante pouco mais de novo anos, ela trabalhou à frente do ‘SBT Brasil’, telejornal em rede nacional exibido em pleno horário nobre da televisão brasileira. Durante todo o período, ela não constou na lista de empregados registrados pelo canal. Atuou como pessoa jurídica (PJ).

Pelo fato de ter passado quase uma década sem ser efetivada sob as regras da CLT, Rachel decidiu mover processo trabalhista contra o SBT. Movimentação noticiada no último fim de semana pelo site do jornal Extra. Na ação, a apresentadora pede indenização de R$ 20 milhões.

No processo, que foi protocolado no último mês na 3ª Vara do Trabalho de Osasco, município da Região Metropolitana de São Paulo onde fica a sede nacional do SBT, os advogados alegam que, apesar de atuar como PJ, Rachel era obrigada a cumprir tarefas comuns a funcionários de carteira assinada, como plantões e horas extras.

Jornalista fala em humilhação e censura

De acordo com o site Notícias da TV, o processo que Rachel Sheherazade move contra o Sistema Brasileira de Televisão vai além da questão sobre “pejotização”. Fora valores defendidos a serem recebidos como décimo terceiro salário e férias, a defesa da jornalista fala em casos de censura e assédio moral. Para isso, e-mails e mensagens trocadas pela jornalista com executivos do canal são mencionados.

“Nítida forma de punição em razão de seus comentários e opiniões”

Na estratégia adotada pelos advogados da apresentadora, nem Silvio Santos é poupado. Na alegação encaminhada à Justiça do Trabalho, a defesa da jornalista fala em censura protagonizada pelo dono da emissora. “Silvio Santos a afastou da apresentação do telejornal ‘SBT Brasil’, como nítida forma de punição em razão de seus comentários e opiniões, bem como reduziu seu espaço no ar”, informa a defesa de Rachel.

Até o momento, o SBT não se manifestou a respeito do processo movido por Rachel Sheherazade.

Compartilhe
0
0

Anderson Scardoelli

Jornalista, 32 anos. Natural de São Caetano do Sul (SP) e criado em Sapopemba, distrito da zona lesta da capital paulista. Formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e com especialização em jornalismo digital pela ESPM. Trabalhou de forma ininterrupta no Grupo Comunique-se durante 11 anos, período em que foi de estagiário de pesquisa a editor sênior. Em maio de 2020, deixou a empresa para ser repórter do site da Revista Oeste. Após dez meses fora, voltou ao Comunique-se como editor-chefe, cargo que ocupa atualmente.

Megalive do Prêmio Comunique-se 2021

Prêmio Comunique-se

Patrocinadores Ouro

Patrocinadores Ouro



Patrocinadores Prata

Patrocinadores Prata



Patrocinadores Bronze

Patrocinadores Prata