Portal Comunique-se

Record atualiza manual de conduta para profissionais do jornalismo

Record atualiza manual de conduta para profissionais do jornalismo
Imagem: Reprodução

O documento passa a orientar comportamentos nas redes sociais

Compartilhe

Após orientações informais, o Grupo Record atualizou seu Código de Conduta no Ambiente de Trabalho. O documento passa a contar com recomendações a respeito do comportamento de seus funcionários nas redes sociais, reforçando que devem ser “isentos” também em suas contas pessoais.

Leia mais:

Em material enviado à imprensa, o grupo de comunicação afirma que a atualização deve-se a uma adequação à realidade atual. A empresa destaca que a sociedade tem passado por mudanças impostas pela internet e, como consequência, foi necessário estender o texto às redes sociais.

“O manual foi elaborado para estabelecer parâmetros para exposição, no ambiente digital, dos profissionais ligados direta ou indiretamente ao Jornalismo da empresa, no Brasil e no exterior, de forma a manter tanto a credibilidade da empresa quanto a de seus profissionais, qualquer que seja a plataforma utilizada”, aponta a Record, no texto.

Apesar de orientar o comportamento da equipe no meio digital, o vice-presidente de Jornalismo da Record TV, Antonio Guerreiro, afirma que o objetivo não é criar limitações aos funcionários, mas “apontar comportamentos esperados de um profissional qualificado e responsável, e alertar sobre alguns riscos aos quais todos estamos sujeitos”.

“O jornalismo deve se pautar na busca pela divulgação de informações de forma correta, com isenção, agilidade e credibilidade. Todos os profissionais do jornalismo do Grupo, sem distinção, têm a responsabilidade de se portar de maneira ética e íntegra em todas as relações, além de reforçar e difundir essa cultura”, destaca um trecho do manual.

Mariana Godoy

A mudança no manual de conduta ocorre logo após as críticas da jornalista Mariana Godoy a live do presidente Jair Bolsonaro. Durante o ‘Fala Brasil’, a apresentadora caracterizou a transmissão ao vivo como “bizarra”. Na época, a fala gerou grande repercussão entre internautas e pessoas próximas ao presidente.

Leia o comunicado do Grupo Record na íntegra:

O Grupo Record fez uma atualização do Código de Conduta no Ambiente de Trabalho, com diretrizes especificamente voltadas aos profissionais ligados à vice-presidência de Jornalismo. Diante das transformações contínuas que a internet e as redes sociais impuseram à sociedade, e como consequência, aos meios de comunicação, foi necessário criar um novo documento para orientar os profissionais sobre padrões de conduta nas mídias sociais, para que o Grupo mantenha o compromisso público de informar com credibilidade e responsabilidade.

O manual foi elaborado para estabelecer parâmetros para exposição, no ambiente digital, dos profissionais ligados direta ou indiretamente ao Jornalismo da empresa, no Brasil e no exterior, de forma a manter tanto a credibilidade da empresa quanto a de seus profissionais, qualquer que seja a plataforma utilizada.

“O jornalismo deve se pautar na busca pela divulgação de informações de forma correta, com isenção, agilidade e credibilidade. Todos os profissionais do jornalismo do Grupo, sem distinção, têm a responsabilidade de se portar de maneira ética e íntegra em todas as relações, além de reforçar e difundir essa cultura”, destaca um trecho do manual.

“Este manual não foi criado para limitar as ações de quem atua direta ou indiretamente com o Jornalismo do Grupo Record, mas para apontar comportamentos esperados de um profissional qualificado e responsável, e alertar sobre alguns riscos aos quais todos estamos sujeitos”, afirma Antonio Guerreiro, vice-presidente de Jornalismo da Record TV. “O jornalismo tem uma nova cara, e ferramentas inovadoras precisam ser incorporadas à rotina de trabalho, com responsabilidade e compromisso”, conclui.

Compartilhe
0
0

Julia Renó

Jornalista, 24 anos. Natural de São José dos Campos (SP), onde vive atualmente, após temporadas em Campo Grande (MS). Formada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (MS), pós-graduanda em Jornalismo Investigativo pela Universidade Anhembi Morumbi e voluntária da ONG Fraternidade sem Fronteiras, integra o time de jornalistas do Grupo Comunique-se desde julho de 2020.

Megalive do Prêmio Comunique-se 2021

Prêmio Comunique-se

Patrocinadores Ouro

Patrocinadores Ouro



Patrocinadores Prata

Patrocinadores Prata



Patrocinadores Bronze

Patrocinadores Prata