Portal Comunique-se

Saúde: o impacto da Covid-19 na comunicação

covid-19 - hospital dona helena - joinville - gizele leivas
(Imagem: Canva)

“A educação para evitar o avanço da doença é uma medida coletiva de segurança”

Compartilhe
clipping-curadoria-2

O ano de 2020 iniciou conturbado e difícil em todo o mundo. A preocupação com o avanço do novo coronavírus, que já havia levado o caos à China, ocupou a manchete dos veículos de comunicação. Começava ali uma corrida contra um inimigo invisível e mortal – e em sua esteira, crescia o volume de notícias ruins, muitas vezes inverídicas (as fake news). Com o avanço contínuo da pandemia, veio a necessidade do distanciamento social, uma medida de segurança que, juntamente com o uso correto da máscara e a higienização frequente das mãos, evita o contágio. Diante desse cenário, os profissionais de comunicação se viram diante de mais um desafio para condução dos seus trabalhos.

Leia mais:

Buscando manter as equipes seguras, no Hospital Dona Helena, de Joinville (SC), as ações de comunicação interna em ambiente online foram intensificadas, com a consolidação de uma rede social interna. Com a formulação de campanhas para que os funcionários buscassem ali a informação, conteúdos foram disponibilizados em formatos diversos, como vídeos, textos e links, incluindo o recém-lançado blog Gente do Dona Helena — espaço desenvolvido para que cada funcionário possa contar como a pandemia impactou a sua vida. É um canal aberto, no site do hospital, para que a comunidade possa compreender melhor a rotina de nossos profissionais. Um canal que torna o funcionário protagonista, que dá voz a seus medos, angústias e vitórias – sim, em meio à pandemia, cada alta hospitalar é uma vitória comemorada por todos: profissionais, pacientes e seus familiares.

A educação para evitar o avanço da doença é uma medida coletiva de segurança

Gizele Leivas

Outra medida adotada foi a fixação de cartazes e banners em locais estratégicos, para que não somente os funcionários tivessem acesso à informação, e sim todos os indivíduos que circulam pela instituição. A educação para evitar o avanço da doença é uma medida coletiva de segurança, e foi intensificada.

Durante a pandemia, a produção de vídeos orientativos no Dona Helena mais que dobrou. Além do desafio de atrair e reter, há o de minimizar o ruído no processo — para isso, entendemos que é necessário estabelecer uma linha de comunicação limpa, tratando os assuntos de forma objetiva e mantendo as informações sempre atualizadas. Outro ponto importante é manter um canal de escuta. No hospital, foram criados os projetos “Roda de conversas” e o “Você de bem”, espaços conduzidos pela área de psicologia com a finalidade de ouvir e tratar, afinal o engajamento acontece de forma verdadeira quando cada indivíduo se entende como parte do todo, e só sairemos desta pandemia com a participação do coletivo.

_______________

Por Gizele Leivas, head de comunicação e marketing do Hospital Dona Helena, de Joinville (SC).

Compartilhe
0
0

Leitor-Articulista

Espaço aberto para a veiculação de artigos produzidos pelos usuários do Portal Comunique-se. Para ter seu conteúdo avaliado pela redação, com possibilidade de ser publicado na seção 'Opinião', envie e-mail para jornalismo@comunique-se.com.br, com “Leitor-articulista” no assunto.

Megalive do Prêmio Comunique-se 2021

Prêmio Comunique-se

Patrocinadores Ouro

Patrocinadores Ouro



Patrocinadores Prata

Patrocinadores Prata



Patrocinadores Bronze

Patrocinadores Prata