COMUNICAÇÃO

Dia mais fatal da Covid-19 no Brasil vitima ao menos três jornalistas

Dia mais fatal da Covid-19 no Brasil vitima ao menos três jornalistas
Imagem: Reprodução/ iStock

Os profissionais atuavam no interior de Minas Gerais, região serrana do Rio de Janeiro e na capital maranhense, São Luís.

Em todo o Brasil, jornalistas estão perdendo suas vidas em decorrência da Covid-19. Em dia de recorde de mortes pela doença, na última quarta-feira, 31, ao menos três profissionais fizeram parte da estatística. Eles eram de Minas Gerais, Rio de Janeiro e do Maranhão.

Carla Carneiro, de 48 anos, estava internada há quase 10 dias em Uberaba, MG, com Covid-19 e meningite, quando teve uma parada cardíaca. Em matérias publicadas por veículos mineiros, ela foi lembrada por sua alegria e por seu trabalho. Durante 16 anos, a jornalista atuou como repórter na TV Integração, afiliada da Rede Globo na região.

No Rio de Janeiro, a vítima do coronavírus foi o repórter da Rádio Difusora de Petrópolis, cidade da região serrana do Estado, Kleber Vieira. Querido pelos colegas de profissão, ele já havia trabalhado nas rádios Bandeirantes AM 1360, Rádio O Dia, Brasil Rádio TV e na Rádio Fla, além de ter sido professor na Universidade Estácio de Sá.

Leia mais:

No programa matinal da emissora, o jornalista esportivo recebeu uma homenagem dos amigos que, emocionados, lamentaram sua perda. “Eu gostaria de poder dizer, agora é hora de fazermos embaixadinha e o nosso amigo Kleber Vieira, chega chegando com as notícias do esporte. Segura o lance aí Kleber, bom dia para você. Mas você não está aqui meu amigo, você não está aqui”, afirmou o jornalista Tharllen Felipe, durante a transmissão.

Já em São Luís, no Maranhão, a perda sensibilizou a imprensa e os políticos da cidade. Batista Matos era jornalista, com passagem por jornais e emissoras de rádio da região, e foi eleito como vereador da cidade. Em nota, o prefeito declarou ter perdido um amigo e decretou luto oficial por três dias, pela morte do parlamentar.

SOBRE O AUTOR

Julia Renó

Jornalista, 23 anos. Natural de São José dos Campos (SP), onde vive atualmente, após temporadas em Campo Grande (MS). Formada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (MS) e voluntária da ONG Fraternidade sem Fronteiras, integra o time de jornalistas do Grupo Comunique-se desde julho de 2020.

COMENTAR

COMENTAR