COMUNICAÇÃO

Troca de comando no conselho do Grupo Globo: nada muda

grupo globo - conselho de administração - roberto irineu marinho - joão roberto marinho
Imagem: divulgação

Filho de Roberto Marinho deixa a presidência do conselho de administração do Grupo Globo para… outro filho de Roberto Marinho

Filho mais velho de Roberto Marinho, empresário de mídia responsável pela criação da Rede Globo de Televisão e que morreu em 2003, Roberto Irineu Marinho não é mais o presidente do conselho de administração do Grupo Globo. A saída dele da função foi divulgada na quarta-feira, 28, pelo site Poder 360. A posição, no entanto, seguirá com alguém da família. Afinal, a presidência passará a ser ocupada por João Roberto Marinho, irmão de Roberto Irineu.

Leia mais:

Em comunicado divulgado aos colaboradores do Grupo Globo (íntegra no fim do texto), Roberto Irineu Marinho fez duas observações. A primeira é a de que ele não deixará por completo suas atribuições no conselho de administração do maior conglomerado de mídia do Brasil, pois passará a ser um dos vice-presidentes. Com a ascensão de um de seus irmãos à presidência do conselho, ele foi enfático: “nada muda”.

Também filho de Roberto Marinho, José Roberto Marinho também integra o conselho de administração do Grupo Globo, que controla empresas atuantes na televisão, no rádio, na internet e na mídia impressa. O colegiado à frente da corporação conta, ainda, com outras quatro pessoas: Alberto Pecegueiro, Jorge Nóbrega, Paulo Marinho e Roberto Marinho Neto.

“João tem uma capacidade de liderança ímpar: como poucos, sabe ouvir, sabe ponderar, sabe decidir”

“Como nós três [irmãos; filhos de Roberto Marinho] compartilhamos o mesmo projeto, a mesma visão, nada muda”, escreveu Roberto Irineu aos funcionários do Grupo Globo. “João tem uma capacidade de liderança ímpar: como poucos, sabe ouvir, sabe ponderar, sabe decidir. Está sempre atento ao norte para o qual apontam as tendências, capacidade fundamental no dia a dia da função”, prossegue o empresário ao elogiar o seu irmão e, agora, sucessor no comando do conselho de administração do negócio da família.

Íntegra do comunicado sobre o conselho do Grupo Globo

Confira, abaixo, o texto enviado por Roberto Irineu Marinho aos funcionários do Grupo Globo:

Quando comecei no Globo como estagiário, aos 18 anos, com as expectativas e ansiedades da idade, eu não poderia imaginar como seria rica e gratificante a minha trajetória profissional. Nem no melhor dos meus sonhos.

Meu pai, mais por intuição do que por planejamento, quis engajar os filhos nos negócios, não somente para educá-los, mas para tirar de nós uma visão mais contemporânea, tão essencial ao sucesso. E, assim, cada um de nós trilhou uma aventura rica, com contribuições originais a este grupo de mídia que encanta os brasileiros há quase cem anos.

Depois do Globo, fui para a TV, TV fechada e internet, num caminhar de tirar o fôlego, como foi a caminhada de meus irmãos. Não foi uma linha reta de sucesso, como nada na vida é. Houve curvas e obstáculos que, ao serem superados, reforçaram valores.

Advertisement

Sempre com uma parceria total de meus irmãos, João Roberto e José Roberto, e com o apoio dos melhores profissionais do mercado, pudemos pôr em prática, ponto a ponto, o que diz aquele documento que tenho sempre ao alcance das mãos, Essência Globo.

Destaco o principal, a nossa visão: “Queremos ser o ambiente onde todos se encontram. E encontram informação, diversão e cultura, instrumentos essenciais para uma sociedade que busca a felicidade de todos e de cada um”.

Olho para tudo o que fizemos, para tudo o que fazemos e para tudo o que pretendemos fazer e constato, com alegria, que tudo está nessa visão escrita por nós três há 25 anos.

Em 2018, tomei a decisão de deixar a presidência executiva do Grupo e entregá-la a Jorge Nóbrega, que vem exercendo-a com a garra e o brilhantismo de sempre. Naquela ocasião, combinei com meus irmãos que também deixaria a presidência do Conselho de Administração num futuro próximo.

Na última reunião do Conselho de Administração, apresentei minha renúncia à presidência e propus que o João Roberto a assumisse. As duas propostas foram aprovadas por unanimidade, e hoje passo a presidência do Conselho a meu irmão, João Roberto, e assumo uma vice-presidência.

Como nós três compartilhamos o mesmo projeto, a mesma visão, nada muda. João tem uma capacidade de liderança ímpar: como poucos, sabe ouvir, sabe ponderar, sabe decidir. Está sempre atento ao norte para o qual apontam as tendências, capacidade fundamental no dia a dia da função.

Fico especialmente feliz de passar o bastão a um irmão, já que o Grupo Globo e a família Marinho são indissociáveis. Agora José Roberto e eu iremos apoiá-lo como vice-presidentes do Conselho, do qual fazem parte outros dois membros da família, também executivos do Grupo, meu filho Roberto e meu sobrinho Paulo, filho do José Roberto, numa tradição iniciada por meu pai: unir a experiência ao sentimento de contemporaneidade.

A família continuará a contar, no Conselho, com a contribuição valiosa e inestimável de Jorge Nóbrega e Alberto Pecegueiro.

Meu muito obrigado a todos vocês. Continuamos juntos.

Roberto Irineu Marinho

Advertisement

SOBRE O AUTOR

avatar

Anderson Scardoelli

Jornalista, 31 anos. Natural de São Caetano do Sul (SP) e criado em Sapopemba, distrito da zona lesta da capital paulista. Formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e com especialização em jornalismo digital pela ESPM. Trabalhou de forma ininterrupta no Grupo Comunique-se durante 11 anos, período em que foi de estagiário de pesquisa a editor sênior. Em maio de 2020, deixou a empresa para ser repórter do site da Revista Oeste. Após dez meses fora, voltou ao Comunique-se como editor-chefe, cargo que ocupa atualmente.

1 COMENTÁRIO

COMENTAR

  • Quem recebia supostamente os dólares na garagem ? E Globo vai pagar os 2 bi de dividas com sonegação de impostos ? Eu não renovaria a concessão ! Aquilo de imparcialidade ficou na faculdade , em baixo da Foto do Marx

Prêmio Comunique-se

2021

A segunda etapa de votação está aberta!