COMUNICAÇÃO

Editora Globo suspende edições impressas de revistas

revistas da editora globo
(Imagem: divulgação)

Empresa afirma que estratégia visa o combate à disseminação do novo coronavírus

Seis títulos mantidos pela Editora Globo não irão circular em bancas de maio a julho. Em decisão tida como de “combate ao novo coronavírus”, a direção da empresa resolveu suspender as versões impressas de AutoEsporte, Casa & Jardim, Crescer, Época Negócios, Globo Rural e Pequenas Empresas & Grandes Negócios. No período, elas serão apenas revistas digitais.

Leia mais:

Webinar promete desvendar o perfil comportamental do comunicador brasileiro
Jornais O Dia e Meia Hora reduzem salários
O jornalismo acabou?

Reportagem de Neusa Spaulucci para o site do Propmark informa que, em comunicado, a Editora Globo reforça a intenção de zelar pela saúde de todos os seus colaboradores e fornecedores. “A pandemia leva à necessária diminuição do fluxo de funcionários nas gráficas e à prudente restrição de circulação de pessoas e de veículos – inclusive os que fazem a distribuição das publicações”, informa trecho da nota interna.

Com as versões digitais das revistas, a empresa mantida pelo Grupo Globo destaca, ainda, como os conteúdos poderão ser consumidos pelos leitores durante a “quarentena” do impresso. “Os títulos passarão a ser disponibilizados gratuitamente para os assinantes em sua versão digital por meio do aplicativo Globo Mais e dos sites de cada uma das publicações”.

Outras revistas da Editora Globo

Nem todas as revistas da Editora Globo terão suas circulações impressas interrompidas durante a pandemia do novo coronavírus. Marie Claire, por exemplo, terá duas edições. Enquanto isso, Glamour e GQ terão uma única versão — cada — para o bimestre maio/junho. Para os dois títulos, o período de julho/agosto está em análise. Por ora, Época, Monet, Casa Vogue e Vogue seguem normalmente com suas periodicidades em papel, informa o boletim Jornalistas & Cia.

SOBRE O AUTOR

avatar

Anderson Scardoelli

Jornalista, 31 anos. Natural de São Caetano do Sul (SP) e criado em Sapopemba, distrito da zona lesta da capital paulista. Formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e com especialização em jornalismo digital pela ESPM. Trabalhou de forma ininterrupta no Grupo Comunique-se durante 11 anos, período em que foi de estagiário de pesquisa a editor sênior. Em maio de 2020, deixou a empresa para ser repórter do site da Revista Oeste. Após dez meses fora, voltou ao Comunique-se como editor-chefe, cargo que ocupa atualmente.

COMENTAR

COMENTAR