COMUNICAÇÃO

Senador faz apelo em prol da manutenção da TV Escola

tv escola - eduardo girão - senador
(Imagem: reprodução)

Eduardo Girão quer que o canal educativo siga no ar. No Plenário, o senador elogiou o conteúdo produzido pela TV Escola

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) apelou antes do recesso parlamentar, em Plenário, para que Ministério da Educação reveja a decisão da pasta em extinguir TV Escola. Fundado em 1996, o canal é dirigido pela Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto. Tanto a produção de conteúdos e quanto a gestão de programas educativos são direcionadas a estudantes e a professores.

Leia mais:

“A TV Escola acumula em seu acervo histórico vários prêmios, inclusive internacionais — um reconhecimento público do cumprimento de sua importante missão. O próprio MEC tem uma comissão de avaliação composta por membros de secretarias do próprio ministério. Essa comissão atribuiu nota 9,85 à TV Escola. Repito: 9,85, quase 10 em 2019. Ou seja, chegando próximo a 10 em parâmetros, em indicadores relativos à qualidade de sua programação”, afirmou o senador, ressaltando também o baixo custo e o alcance do serviço.

Lamentação

O senador lamentou a decisão do MEC de cancelar o contrato com a TV Escola. O próprio presidente da República, Jair Bolsonaro, defendeu a ideia publicamente, alegando “viés ideológico”. Para Eduardo Girão, a gestão da TV Escola se tem destacado pela competência desde o início de 2019, e vem demostrando uma programação comprometida com a educação, sem qualquer viés político e ideológico em sua grade, nem de direita, nem de esquerda.

“Portanto, apelamos ao Ministério da Educação para que reveja a sua decisão e mantenha a TV Escola aberta para o bem e para a paz no Brasil e dos brasileiros”, disse Eduardo Girão.

eduardo girão - senador - tv escola
O senador Eduardo Girão. (Imagem: reprodução/Agência Senado)