Portal Comunique-se

Mais um apresentador se demite. A Globo deixou de ser a nº 1 na vida dos jornalistas?

Globo abre inscrições para programa de treinamento em 2021
Imagem: Reprodução/ Globo

Três meses após integrar o rodízio de apresentadores do tempo e do Radar SP, no Bom Dia SP, programa da Globo, o jornalista Marcelo Poli, anunciou hoje (28) a sua demissão da empresa. Ele já trabalhava na emissora há 6 anos e agora decidiu trocar as câmeras para se aventurar em uma nova experiência no mundo corporativo.

No Instagram, ele se despediu da Globo por meio da publicação de uma foto no feed com a legenda anunciando a novidade. No texto, ele lembrou sua trajetória da televisão e agradeceu por todas as experiências vividas durante o trabalho.

De acordo com o site Notícias da TV, o jornalista afirmou que ainda não pode dar detalhes sobre seu futuro profissional, mas sente que cumpriu seu papel na televisão e não irá para uma concorrente da Globo. “Lá na Globo tem bastante gente talentosa, e acho bacana dar chance para todos neste rodízio. Lá, eu consegui cumprir todos os desafios que apareceram e estou muito orgulhoso e grato por isso”, revelou ao site de notícias.

Leia mais:

Para comandar a América Latina: Johnson & Johnson está contratando
Após 15 anos no mercado, agência de comunicação investe em mudança para Content Tech

Além dele, outros jornalistas também tomaram a decisão de abandonar as bancadas de grandes programas recentemente e mostraram que esse não é mais o sonho de consumo de todo jornalista. Após 16 anos na ESPN, o jornalista esportivo Mauro Cezar surpreendeu com a sua saída da emissora. A decisão foi tomada devido às mudanças no canal que exigiram um contrato de exclusividade aos jornalistas.

Outro caso é o da jornalista Taís Lopes, que mostrou ainda que abandonar a apresentação pode ser uma escolha além do salário. Com passagem pela Globo e, mais recentemente, na CNN, ela anunciou sua demissão em dezembro de 2020 e, desde então, apesar de ter afirmado receber propostas de trabalho, ainda não declarou seus planos profissionais.

Esse é mais um episódio que sugere que a Globo, que um dia foi a última parada, o destino, o sonho de consumo de todo jornalista, é agora apenas mais uma opção de mercado? Um bom emprego, ok, mas uma opção entre tantas outras?

Compartilhe
0
0

Julia Renó

Jornalista, 23 anos. Natural de São José dos Campos (SP), onde vive atualmente, após temporadas em Campo Grande (MS). Formada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (MS) e voluntária da ONG Fraternidade sem Fronteiras, integra o time de jornalistas do Grupo Comunique-se desde julho de 2020.

Papo de Redação

Prêmio Comunique-se

Patrocinadores Ouro

Patrocinadores Ouro



Patrocinadores Prata

Patrocinadores Prata



Patrocinadores Bronze

Patrocinadores Prata