Portal Comunique-se

Com dívida milionária, Editora Abril põe Veja como garantia de pagamento

veja-editora-abril-governo-federal-990x556
Revista Veja, carro-chefe da Editora Abril, é posta como garantia de pagamento de dívida. (Imagem: Reprodução/Veja)

Outras revistas também são incluídas em acordo com o governo federal

Compartilhe

Depois de ver a sua antiga sede na Marginal Tietê, em São Paulo, leiloada, a Editora Abril corre o risco de ter de se desfazer de algumas de suas revistas. Em novo acordo de negociação de dívida, o conglomerado de mídia colocou 16 de seus títulos como garantia de pagamento. Carro-chefe da empresa, a Veja é uma das marcas envolvidas.

Leia mais:

Segundo reportagem publicada nesta semana pelo portal Poder 360, a inserção de revistas como garantia ocorreu na parte que envolve a dívida de cerca de R$ 830 milhões com o governo federal. Ainda de acordo com a matéria sobre o assunto, a questão demorou dois meses para ser definida entre as partes, com acordo assinado junto à Procuradoria Geral da Fazenda Nacional no mês passado.

Com o acordo, a Editora Abril terá dez anos para pagar o montante da dívida com o governo. Ao todo, a empresa colocou as seguintes marcas como garantia de pagamento:

  1. Cláudia
  2. Quatro Rodas
  3. GoRead
  4. Saúde
  5. Boa Forma
  6. Mundo Estranho
  7. Capricho
  8. Viagem & Turismo
  9. Guia do Estudante
  10. Você S/A
  11. Você RH
  12. Arquitetura & Construção
  13. M de Mulher
  14. Elástica
  15. Placar
  16. Veja

Editora Abril em recuperação judicial

O acordo para pagamento de dívida milionária é mais uma etapa no processo de recuperação judicial da Editora Abril, em curso desde 2018. Na parte de revistas, o conglomerado que por décadas foi controlado pela família Civita vendeu a Exame para o banco BTG Pactual, em dezembro de 2019. No último mês, a companhia já tinha se desfeito de sua icônica sede na Marginal Tietê, que acabou leiloada por R$ 118 milhões

Compartilhe
1
0

Anderson Scardoelli

Jornalista, 32 anos. Natural de São Caetano do Sul (SP) e criado em Sapopemba, distrito da zona lesta da capital paulista. Formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e com especialização em jornalismo digital pela ESPM. Trabalhou de forma ininterrupta no Grupo Comunique-se durante 11 anos, período em que foi de estagiário de pesquisa a editor sênior. Em maio de 2020, deixou a empresa para ser repórter do site da Revista Oeste. Após dez meses fora, voltou ao Comunique-se como editor-chefe, cargo que ocupa atualmente.

Megalive do Prêmio Comunique-se 2021

Prêmio Comunique-se

Patrocinadores Ouro

Patrocinadores Ouro



Patrocinadores Prata

Patrocinadores Prata



Patrocinadores Bronze

Patrocinadores Prata