CARREIRA

Dicas: canal enrolou? O que o roteirista deve fazer?

dicas - roteiristas - canal - Krishna Mahon
(Imagem: divulgação)

Roteirista deve cobrar o canal se não tiver resposta? Esse mesmo roteirista deve participar de festivais mesmo não tendo uma produtora parceira? Com as respostas, Krishna Mahon, do canal Imprensa Mahon. Assista às dicas dadas pela apresentadora

A Imprensa Mahon apresenta mais uma edição de seu Serviço de Apoio ao Produtor (SAP), também conhecido por Vídeo-Resposta. No vídeo, a apresentadora Krishna Mahon responde a duas questões feitas pela internauta mineira Lorena Coelho. A primeira pergunta gira em torno do tempo que um roteirista deve esperar pela resposta de um canal antes de levar o projeto para outro. Para isso, a comunicadora deu uma de suas dicas.

“Ficar mais de um mês sem retorno nenhum do canal pode significar falta de interesse. Mas, antes de mandar para um outro canal ou produtora o seu projeto, o legal é você falar com o primeiro: ‘ô, vou dar para outra pessoa, adeus’. Né? Final de namoro. Se você não sabe se o namoro terminou ou não, oficializa. É legal ter sempre claro com os nossos possíveis parceiros se aquilo está rolando ou não está”, diz Krishna Mahon.

A segunda pergunta de Lorena é: faz sentido roteirista entrar nas rodadas de negócios de festivais, como a Rio2C, mesmo não tendo uma produtora por trás. “É raro, bem raro, mas acontece. Se você é uma roteirista que ainda está iniciando sua carreira, ainda sem grandes projetos, cuidado. Porque talvez seu projeto fique mais frágil, e a sua ideia pode ser roubada. Isso não acontece muito, mais vai quê? É sempre bom estar com uma produtora, sim. Você vai chegar muito mais forte e seu interlocutor vai te ver de um jeito mais profissional. Sugiro ter sempre um parceiro”, ensina, com dicas, Krishna Mahon.

Assista ao vídeo da Imprensa Mahon com dicas para roteiristas:

Leia mais – Imprensa Mahon:

SOBRE O AUTOR

avatar

Krishna Mahon

Graduada em jornalismo e cinema, com curso de extensão em ficção científica pela Universidade de Michigan (EUA) e bagagem considerável pelo meio televisivo - meio em que atua há mais de 20 anos. Já passou por Rede Minas, Discovery, Mixer Films. De 2010 a maio de 2018, fez parte da equipe da A&E Television, onde já foi produtora executiva e respondeu como diretora de conteúdo original dos quatro canais da empresa: History, A&E, Lifetime e H2. Agora, traz para o Portal Comunique-se a "Imprensa Mahon", projeto que está no ar no YouTube desde 2016.

COMENTAR

COMENTAR