Portal Comunique-se

Sede da Editora Abril vai a leilão por mais de R$ 100 milhões

Oferta é para arrematar prédio que por anos abrigou a empresa de comunicação que está em processo de recuperação judicial

Localizado na Marginal Tietê, na capital paulista, o prédio anteriormente conhecido como Edifício Abril (EDA) deverá ser vendido nesta terça-feira, 18, informa o jornalista Cristyan Costa no site da Revista Oeste. Estrutura que por anos abrigou as redações e a gráfica da Editora Abril irá a leilão, com o lance inicial tendo de ser superior a R$ 110,5 milhões.

Leia mais:

O leilão do EDA é mais uma etapa no processo de recuperação judicial da Editora Abril, que ocorre desde agosto de 2018, conforme registrado na ocasião por este Portal Comunique-se. Desde então, o conglomerado de mídia tem se desfeito de ativos, além de promover demissões e encerrar publicações. Em dezembro de 2019, por exemplo, foi acertada a venda da revista Exame para o banco BTG Pactual.

Em relação ao ativo da vez, o leilão do EDA é organizado de modo virtual pela Biasi Leilões, com o acompanhamento do Tribunal de Justiça de São Paulo. No anúncio, o local é apresentado como imóvel comercial com mais de 55 mil m² de área construída. Os leiloeiros destacam, ainda, a “localização privilegiada”, estando a menos de um quilômetro de distância de uma futura estação do metrô de São Paulo.

Caso o leilão seja concretizado na rodada de hoje, os atuais controladores da Editora Abril terão até o fim do ano para deixarem o local em definitivo. “Imóvel encontra-se parcialmente ocupado, mas em processo de desmobilização de descomissionamento, sendo que é de responsabilidade do Grupo Abril desmobilizar sua operação empresarial até o dia 31 de dezembro de 2021”, informa a organização do leilão.

Perda de ativos. Perda de jornalistas

Diante do processo de recuperação judicial, a Editora Abril tem se desfeito de ativos físicos e de profissionais premiados. Somente neste ano, o site da Veja deixou de contar com os trabalhos de Augusto Nunes e Ricardo Noblat. Duplamente vencedor do Prêmio Comunique-se em 2019, Nunes segue como contratado da Jovem Pan e do Grupo Record. “Mestre do Jornalismo” pelo seu trabalho como blogueiro, Noblat, por sua vez, trocou a empresa pelo portal Metrópoles — informação dada com exclusividade pelo Portal Comunique-se.

Compartilhe
0
0

Anderson Scardoelli

Jornalista, 31 anos. Natural de São Caetano do Sul (SP) e criado em Sapopemba, distrito da zona lesta da capital paulista. Formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e com especialização em jornalismo digital pela ESPM. Trabalhou de forma ininterrupta no Grupo Comunique-se durante 11 anos, período em que foi de estagiário de pesquisa a editor sênior. Em maio de 2020, deixou a empresa para ser repórter do site da Revista Oeste. Após dez meses fora, voltou ao Comunique-se como editor-chefe, cargo que ocupa atualmente.

Papo de Redação

Prêmio Comunique-se

Patrocinadores Ouro

Patrocinadores Ouro



Patrocinadores Prata

Patrocinadores Prata



Patrocinadores Bronze

Patrocinadores Prata