Portal Comunique-se

Jornal da USP bate recorde com informações sobre a Covid-19

Site noticioso mantido pela Universidade de São Paulo registrou audiência milionária

Equipe do Jornal da USP relaciona recorde de visualizações com cobertura sobre a Covid-19

O trabalho de pesquisa científica pode colaborar com o alcance de um projeto jornalístico digital. Essa possibilidade se tornou certeza no Jornal da USP em março. No mês em que os primeiros casos do novo coronavírus foram confirmados no Brasil, o site viu a sua audiência registrar recorde. Crescimento que, para o próprio veículo, está atrelado à cobertura da pandemia da Covid-19, com direito a destacar o que vem sendo feito por pesquisadores da Universidade de São Paulo.

Leia mais:

Curso online “Sobrevivência do Novo Jornalista”
Ex-Fox Sports assume diretoria da CBF
CPMI das Fake News é prorrogada até outubro

Ao decorrer dos 31 dias de março, o site do Jornal da USP teve 3,5 milhões de páginas visualizadas. Número que representa crescimento de 142% sobre o mês anterior (fevereiro). A equipe do veículo online informa que a editoria de ‘Ciências’ foi responsável — sozinha — por mais de 1,6 milhão de pageviews. Além da campeã de audiência, a página conta com outras seis seções em seu menu principal: ‘Tecnologia’, ‘Educação’, ‘Cultura’, ‘Atualidades’, ‘Universidade’ e ‘Institucional’.

“Com as pesquisas [sobre a Covid-19], professores/pesquisadores buscam criar soluções para o enfrentamento da pandemia. Em atividades didáticas online, buscam manter os cursos de graduação e pós-graduação, sem perda de qualidade”, pontua a equipe responsável pelo Jornal da USP. O veículo divide o sucesso de audiência com todos os alunos, professores e servidores da instituição pública de ensino superior.

Ciência, jornalismo & audiência

Atrelando o recorde de audiência com a cobertura da Covid-19, a equipe do Jornal da USP elenca mais de 20 reportagens que foram publicadas no último mês sobre o tema. Entre os destaques estão:

Compartilhe
0
0

Anderson Scardoelli

Jornalista, 32 anos. Natural de São Caetano do Sul (SP) e criado em Sapopemba, distrito da zona lesta da capital paulista. Formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e com especialização em jornalismo digital pela ESPM. Trabalhou de forma ininterrupta no Grupo Comunique-se durante 11 anos, período em que foi de estagiário de pesquisa a editor sênior. Em maio de 2020, deixou a empresa para ser repórter do site da Revista Oeste. Após dez meses fora, voltou ao Comunique-se como editor-chefe, cargo que ocupa atualmente.

Megalive do Prêmio Comunique-se 2021

Prêmio Comunique-se

Patrocinadores Ouro

Patrocinadores Ouro



Patrocinadores Prata

Patrocinadores Prata



Patrocinadores Bronze

Patrocinadores Prata